Ilhabela, 24 de Novembro de 2017.
Câmara Municipal de Ilhabela - SP
CÂMARA
ATIVIDADE
LEGISLAÇÃO
CIDADE
SERVIÇOS
TV CÂMARA
Notícias da Câmara
11/05/2016

No mês da Cultura Caiçara, vereadores homenageiam figuras importantes para Ilhabela 

A sessão Ordinária da Câmara de Ilhabela foi marcada por homenagens aos caiçaras que prestaram relevantes serviços à cultura regional. Os certificados foram oficializados por meio de indicações dos vereadores Benedita Gonzaga, a professora Dita (PTB); Gracinha Ferreira (PSD); Rita Gomes, a Dra. Rita (PTdoB) e Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB) e entregues na última terça-feira (10/5).

A lei 999/2013, resultado de um projeto apresentado pelo vereador Luizinho da Ilha (PSB), prevê que caiçaras recebam esse reconhecimento todos os anos. Nicacio dos Santos Moura foi um dos nomes indicados pelo parlamentar este ano. Natural do bairro Bexiga, no sul da Ilha, Nicacio é conhecido por sua atuação na Folia de Reis, uma tradição antiga passada de pai para filho. Na época de Natal, o grupo sai durante a madrugada para cantar o Reis, contando a história do nascimento e batizado do menino Jesus.

Neta de Maria Stella França, a primeira bibliotecária da cidade, Clarissa Nogueira Mariotti, também recebeu a homenagem das mãos do vereador Luizinho da Ilha (PSB). De família tradicional, Clarissa foi criada como uma típica menina caiçara e sempre nutriu curiosidade pelas tradições culturais do município. Atualmente é presidente do Instituto Cururuá, preside também o Conselho Municipal de Políticas Culturais de Ilhabela e teve a oportunidade de participar do processo da elaboração do Plano Municipal de Cultura, este aprovado no final de 2015 pela Câmara de Ilhabela.

Ainda por indicação do mesmo vereador, o conselheiro da Associação Bonete Sempre, Flávio Antônio de Souza, mais conhecido como Feijão, foi homenageado na noite de terça-feira. O ‘Xerife do Bonete’, como o apelidam, é natural de São Sebastião, mas ainda criança passou a fazer parte da comunidade tradicional caiçara do Bonete. Vive do transporte de turistas e moradores e é considerado um protetor da cultura tradicional.

“Nestes três anos de homenagens nós conseguimos atingir três gerações de caiçaras que fazem um trabalho exemplar para a nossa cidade. Os jovens têm a responsabilidade de defender e passar isso para as futuras gerações e os mais velhos tem esse apelo de ensinar e de demonstrar o que realmente vale a pena. Porque o que fica é a nossa cultura”, declarou Luizinho da Ilha (PSB).

Caiçaras atuantes na igreja católica

Já a professora Dita (PTB) ressaltou a dedicação da senhora Lecy Nair Oliveira dos Santos, popularmente conhecida como Dona Licinha às atividades da igreja católica. Na festa de São João, ela é a responsável pelo preparo do tradicional quentão. Devota de São Benedito cuida com carinho das fardas dos congueiros da família e não abre mão do trabalho na Ucharia, assim como foi com suas tias, filhas de Eva Esperança.

Outra religiosa homenageada pela professora Dita (PTB) foi Dioneia da Silva Cavalcante. Caiçara nascida no Barreiro começou a participar das atividades da igreja bem pequena. Com oito anos fez sua primeira Eucaristia, logo depois passou a participar nas missas da igreja Matriz Nossa senhora D´Ajuda e cantou em cerimônia para coroar a imagem de Nossa Senhora. Aos 18 anos começou a cantar como Verônica. Nos dias de hoje Dioneia faz parte da liturgia, equipe de canto, e também atua como ministra da Eucaristia.

“Vocês são guerreiras e maravilhosas. Agradeço o trabalho que fazem junto à igreja e junto ao nosso povo caiçara. Obrigada por tudo que vocês têm feito pela nossa sociedade”, ressaltou a vereadora professora Dita (PTB).

Ilha da Vitória

Parte do arquipélago de Ilhabela, a Ilha da Vitória reserva uma das comunidades tradicionais caiçaras do município. Reconhecendo a importância dessas pessoas para a sobrevivência da cultura local, a vereadora Gracinha Ferreira (PSD) entregou a homenagem a Ramiro da Costa e sua nora Lídia Costa.

Aos 70 anos, Ramiro sempre esteve entre os líderes da comunidade, contribuindo com a Prefeitura de Ilhabela, Parque Estadual, APA Marinha, entre outros órgãos e entidades. O pescador mantém viva a tradição, fazendo suas redes de pesca, artesanatos, preparando o peixe seco e plantando mandioca para o preparo da farinha.

Da mesma forma, sua nora Lídia vive da pesca e do artesanato. É conhecida por seus bordados, cestarias, peças com bambu, além do preparo de pães, peixe com banana verde e da farinha de mandioca.

“São pessoas merecedoras desta homenagem, pois estão aí mantendo a tradição caiçara, ainda pescando, fabricando redes, fazendo farinha. Que vocês tenham muita saúde para continuar trabalhando em prol da cultura caiçara”, completou Gracinha (PSD).

Tradição

 

A vereadora Dra. Rita (PTdoB) apresentou a indicação de homenagem ao ex-vereador Geraldo Gomes Pinna que tem um longo histórico de dedicação a Congada de São Benedito em Ilhabela. “Geraldo Pinna vem desempenhando um excelente trabalho cultural para nossa comunidade com a Congada e juntamente com seus irmãos Gil e Gilmar Pinna não deixam a raiz caiçara morrer”, concluiu. 



Fotos anexas a Notícia: (Clique sobre a foto para ampliá-la.)


Dona Licinha e famíliares


Dioneia e familiares


Ramiro e seu irmão


Nicacio da Folia de Reis


Feijão do Bonete e amigos


Clarissa e família
Arquivos Anexos:



Câmara Municipal da Estância Balneária de Ilhabela
Av. Dona Germana, 85 - Centro - Ilhabela - SP - CEP 11630-000
Fone: 12-3896.9600