Ilhabela, 21 de Novembro de 2017.
Câmara Municipal de Ilhabela - SP
CÂMARA
ATIVIDADE
LEGISLAÇÃO
CIDADE
SERVIÇOS
TV CÂMARA
Notícias da Câmara
08/06/2017

Na Tribuna, vereadores rebatem críticas e cobram Executivo

A polêmica criada nas redes sociais em decorrência da rejeição do regime de urgência solicitado pela Prefeitura de Ilhabela para a tramitação de três projetos de lei na Câmara, entre eles o que cria o programa Bolsa Atleta, foi esclarecida pelos vereadores de Ilhabela durante o uso da Tribuna na sessão Ordinária da última terça-feira (6/6).

Incentivador do benefício aos atletas, o vereador Luiz Paladino de Araújo, o Luizinho da Ilha (PSB), enfatizou que vem lutando há três anos para melhorar as condições do esporte e garantir a Bolsa Atleta e que este ano tem colaborado com o Executivo para a elaboração do projeto de lei. “Aguardei o chefe do Executivo durante cinco meses para propor audiência pública, ajudando a administração a entender as necessidades dos atletas e apresentar o melhor projeto”, garantiu. O parlamentar repudiou algumas postagens nas redes sociais divulgando que os vereadores votaram contra o projeto de lei, sendo que ele não entrou na pauta para votação. O ocorrido foi a não aceitação do pedido de regime de urgência, o que não impede os vereadores de dar prioridade à matéria. “Há algumas horas combinamos com a Prefeitura que o PL será votado na próxima sessão, para quem esperou cinco meses, esperar uma semana para ler o projeto e ter o parecer jurídico, vale a pena”, garantiu.

Mesmo sendo a favor do regime de urgência, o vereador Valdir Veríssimo (PPS) cobrou respeito com o Legislativo. “Infelizmente a postagem foi errônea, não se votou o projeto. Serão feitas emendas, e elas não se votam de uma hora para a outra, precisam ser lidas, aprovadas e incluídas no projeto de lei. É muito fácil estar atrás de um computador e fazer o que quer”, disparou.

Surpreso com a repercussão, o vereador Anísio Oliveira (DEM) reforçou a fala do vereador Luizinho da Ilha (PSB) de que o Executivo estava ciente da necessidade das emendas e por isso não aceitariam o regime de urgência. “Isso não quer dizer que a votação será postergada, mas por ignorância regimental, estão sendo espalhadas essas mentiras por aí por pessoas financiadas pelo governo para difamar alguns políticos nas redes sociais”, argumentou.

Presando pela moral e ética, o vereador Marquinhos Guti (DEM), criticou fortemente as postagens que citaram seu nome. “Não vou admitir que esse tipo de politicagem querendo denegrir a minha imagem com informações desencontradas. Tem muita gente que não sabe o significado de ética e moral. Pra bater em mim vai ter que saber bater, porque gente suja não vai me bater”, completou.

Transparência

Outro questionamento apontado pelos parlamentares diz respeito à transparência nas contratações por parte da Prefeitura, como por exemplo, a obra de recuperação da margem da Rodovia SP 131, no bairro Taubaté, contratada pela Prefeitura de Ilhabela, em caráter emergencial no valor de R$ 1,9 milhão, após a queda de parte de um muro.

Os vereadores cobram atenção às necessidades da comunidade local. “Já que está sendo investido em um muro em área particular que faça calçada, baia de ônibus, que dê uma infraestrutura. A comunidade vê um investimento desse valor em área particular e vem para cima de nós, pois eles precisam de atenção”, disse Anísio Oliveira (DEM).

O vereador Valdir Veríssimo (PPS), morador do Sul da Ilha, falou sobre o descontentamento dos moradores do bairro Taubaté. “Não estou questionando valores, mas desde 2009 aquele muro está torto, quase caindo, caíram 16 metros, está lá sendo construído em caráter de urgência, porém com 70 centímetros de calçada. Enquanto este vereador vem brigando desde a legislatura passada com aquele proprietário para construção de um rancho naquele local”, ressaltou.

Luizinho da Ilha (PSB) ainda citou o contrato emergencial para operação do aterro municipal. “Há seis meses essa empresa nem trabalhava com aquilo que foi tratado, e sim com venda de carro. Nós temos dinheiro, uma equipe capacitada, o que precisa é planejar e dar transparência. A informação precisa chegar até a gente, se nós vereadores não temos a informação, imagina o restante da população”, concluiu.

Fiscalização

O vereador Gabriel Rocha (SD) fez uso da Tribuna para responder a questionamentos feitos através das redes sociais sobre a irregularidade de uma obra do Morro da Cruz. “Essa obra foi autorizada na gestão passada e me parece que tem três pavimentos. Estamos de olho, já consultei o prefeito Márcio Tenório que se prontificou a tomar as devidas atitudes, pois isso é um crime contra a nossa cidade”, destacou. O parlamentar ainda explicou que o PIACD está dando a atenção no que diz respeito aos focos de criadouros do mosquito transmissor da Dengue.

Planejamento

A vereadora Maria Salete Magalhães, a Salete Salvanimais (PSB) pediu atenção para o crescimento desordenado. “Todos querem morar em Ilhabela, mas temos que planejar, pensar nos problemas de recursos hídricos e saneamento básico. Nossa cidade é rica e temos que aproveitar agora, porque depois só teremos a nossa natureza. Vivemos numa área cravada no Parque Estadual, mas ninguém nunca lembra disso. No futuro quando não tivermos mais royalties, vai ser essa natureza tão desprezada o nosso pão de cada dia”, declarou.

 


Arquivos Anexos:



Câmara Municipal da Estância Balneária de Ilhabela
Av. Dona Germana, 85 - Centro - Ilhabela - SP - CEP 11630-000
Fone: 12-3896.9600